Resumo

O artigo rediscute o problema da “estratégia do desenvolvimento econômico” à luz dos principais modelos teóricos (neoclássico e evolucionista) que disputam a hegemonia interpretativa das experiências recentes dos países de “industrialização retardatária”, notadamente os do Leste da Ásia, que conseguiram (os “tigres asiáticos”) ou vêm conseguindo (a China) resultados bastante promissores no processo de convergência tecnológica, econômica e social para padrões similares aos dos países maduros. O trabalho também analisa as implicações de política industrial, emanadas de cada um desses modelos e, ao final, extrai do debate recente sobre estratégias de desenvolvimento após a crise asiática de 1997 lições para que o Brasil venha a superar sua atual condição de país em desenvolvimento.

Autor

André Nassif




Projetos Relacionados